System - Configuration - NDG Theme - Browser Support Messages - Unsupported Browser Message

You have reached the website

VOLTAR AO INTRODUÇÃO "CICLO DE VIDA"

FIM DE VIDA ÚTIL, O QUE ACONTECE NO FINAL

Garantir que as máquinas e as cápsulas usadas são corretamente recicladas no fim da sua vida útil constitui ainda um desafio. Tal exige a implementação de um sistema de recolha eficaz do ponto de vista económico e ambiental, que seja também de fácil utilização pelos consumidores.

Isto deverá ser feito para cada país individualmente de modo a ter em conta os vários contextos locais. O sucesso destes programas depende igualmente da participação dos consumidores: apresentamos-lhe algumas sugestões na secção “Como participar”.

Desafios

Para NESCAFÉ® Dolce Gusto®, 6% das emissões de GEE de cada chávena de café decorrem do processo de fim de vida das cápsulas. Melhorar este aspeto constitui uma prioridade ambiental. As cápsulas de café depois de usadas e vazias são reconhecidas enquanto embalagens pela legislação europeia, contribuindo assim financeiramente para os programas nacionais destinados à recuperação e reciclagem de embalagens usadas. Infelizmente, as cápsulas que contêm borras de café não são reconhecidas como embalagens ao abrigo da referida legislação europeia e, como tal, estas não são geralmente aceites pelos programas nacionais de recuperação e reciclagem de embalagens usadas, exceto na Alemanha. Neste país, todas as cápsulas NESCAFÉ® Dolce Gusto® são já recuperadas pela sociedade local Ponto Verde, pelo que as nossas cápsulas são valorizadas e geram energia. Noutros países, estamos a testar outras soluções de recuperação específicas.

 

OS NOSSOS OBJETIVOS

  • Melhorar o fim de vida das cápsulas através da reciclagem ou recuperação de energia.
  • Melhorar o sistema recolha de cápsulas e aumentar o número de pontos de recolha nas principais localidades de cada país.
 

O QUE FAZEMOS

  • Desenvolvemos soluções específicas de recolha e reciclagem para a recuperação das nossas cápsulas usadas, quer estas se encontrem vazias ou não.
  • Em Portugal, onde foi implementado o sistema de recolha de cápsulas, reciclamos a parte plástica das cápsulas para a construção de materiais de mobiliário urbano e usamos a borra do café para compostagem. As águas residuais geradas através deste processo de separação dos diferentes materiais são tratadas e posteriormente reutilizadas para lavagem e irrigação.
 

O QUE JÁ ALCANÇAMOS

  • In 2010, Portugal tornou-se no primeiro país a dispor de um sistema dedicado à reciclagem das nossas cápsulas com 50 pontos de recolha.
  • Desde então foram já recolhidas cerca de 50 toneladas de cápsulas para reciclagem, um número que tem vindo a crescer de ano para ano.

Encontrar pontos de reciclagem

Desafios

As máquinas NESCAFÉ® Dolce Gusto® são concebidas para ter uma duração mínima de 10 anos, desde que tenham uma manutenção correta. Na maioria dos países, no fim da sua vida útil, cada máquina de café deverá ser eliminada de uma forma específica aplicável aos resíduos elétricos. Desde 2006, a Diretiva Europeia sobre os Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE) estabelece que os resíduos elétricos deverão ser reciclados e a sua máquina de café antiga deverá ser corretamente eliminada. Para mais informações, consulte este link: ec.europa.eu/environment/waste/weee.

 

OS NOSSOS OBJETIVOS

  • Permitir aos consumidores aumentar o tempo de vida útil da sua máquina, fornecendo-lhes informação relevante sobre manutenção.
  • Convidar os nossos consumidores a procederem a uma eliminação adequada das nossas máquinas. Aumentar a reciclabilidade dos materiais que compõem a máquina.
 

O QUE FAZEMOS

  • Estamos empenhados em prestar aos nossos consumidores o melhor aconselhamento sobre como realizar a manutenção e como aumentar a longevidade das suas máquinas.
  • Quando é chegado o momento, disponibilizamos aos nossos consumidores toda a informação necessária relativa à forma e ao local para a eliminação adequada da sua máquina.

O QUE JÁ ALCANÇÁMOS

  • Em 2012, 80% dos consumidores que comunicaram a ocorrência de avarias técnicas nas suas máquinas, obtiveram a reparação das mesmas e retomaram a sua utilização em menos de 30 dias, reduzindo assim o número total de máquinas eliminadas.